Correio do Povo

Porto Alegre, 30 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
17ºC
Amanhã
14º 25º


Faça sua Busca


Notícias > Política

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

13/03/2014 16:41 - Atualizado em 13/03/2014 17:02

Justiça de SP nega liminar para impedir pelotão ninja em protesto

Manifestação está marcada para a tarde desta quinta-feira, na zona Oeste da capital paulista

O Tribunal de Justiça de São Paulo negou nesta quinta-feira a liminar pedida pelo grupo Advogados Ativistas para
impedir a Polícia Militar de usar o "pelotão ninja" no protesto marcado para esta tarde no Largo da Batata, zona Oeste da capital paulista, contra a Copa do Mundo. Assim, a PM está liberada para usar a mesma tática usada em 22 de fevereiro contra os manifestantes, que terminou com 262 pessoas presas - e apenas 18 máscaras que caracterizavam adeptos da tática Black Bloc.

Segundo a assessoria de imprensa do TJ-SP, ao proferir a decisão, o desembargador Roberto Mortari, do Órgão Especial do Tribunal, afirmou, ao negar o pedido, que "não se vislumbra, de pronto, violação ao direito constitucional de reunião. A tanto não se equipara a adoção, pelas autoridades públicas competentes, de medidas destinadas a assegurar que determinada reunião seja pacífica, ordeira e não cause transtornos para a coletividade". Mortari disse ainda que "a atuação policial preventiva, com vistas à manutenção da ordem pública, é legítima, e não pode ser afastada, sem prejuízo de rigorosa apuração e punição de eventuais abusos, se acaso constatados".

O grupo Advogados Ativistas pedia, entre outros, que a PM não formasse cordões de isolamento, não realizasse
prisões para averiguação nem impedisse jornalistas e advogados de acompanhar a prisão dos manifestantes. 

Bookmark and Share



Fonte: AE






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.