Porto Alegre, sábado, 22 de Novembro de 2014

  • 15/03/2014
  • 17:54
  • Atualização: 19:11

EUA estão dispostos a abandonar papel de regulador da Internet

Departamento quer debater modelo de governança da web

 | Foto: Washington (AFP)

| Foto: Washington (AFP)

  • Comentários
  • AFP

O governo dos Estados Unidos anunciou nesta sexta-feira que está disposto a abandonar seu papel central na atribuição dos nomes dos domínios na Internet em favor de um modelo de gestão global. O departamento de Comércio indicou, em comunicado, que convocará “as partes envolvidas em todo o mundo para refletir sobre os caminhos” que permitirão a Washington abandonar esse papel dominante no Icann, regulador mundial da Internet encarregado de validar os nomes dos domínios.

Criado em 1998, o Icann é sediado na Califórnia e depende, em última instância, do departamento de comércio dos Estados Unidos. Seu presidente, Fadi Chehadé, explicou no mês passado à agência AFP que o órgão pretendia “alcançar um consenso sobre um modelo de governança global da Internet” e que lamentava que o Icann ainda seja visto como uma instituição ocidental.

Chehadé comemorou, em comunicado divulgado nesta sexta-feira, a decisão tomada pelos Estados Unidos. “Convidamos todos os governos, o setor privado, a sociedade civil e os órgãos relacionados à internet em todo o mundo para que se juntem a nós para implementar esta fase de transição”, agregou. A decisão norte-americana não deverá ter nenhum impacto no curto prazo sobre os usuários da internet, e o Icann continuará administrando os nomes de domínio.

Bookmark and Share