Porto Alegre, segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

  • 16/03/2014
  • 11:13
  • Atualização: 11:15

Pelo menos 100 pessoas morrem em ataques na Nigéria

Cerca de 40 homens armados com fuzis atacaram três localidades no centro do país

  • Comentários
  • AFP

Pelo menos 100 pessoas morreram em ataques dirigidos contra três localidades do centro da Nigéria em um momento de grande tensão entre comunidades da região, informaram autoridades locais neste domingo. "Há pelo menos 100 corpos procedentes de três localidades atacados por homens armados", declarou Yakubu Bitiyong, deputado do estado de Kaduna, onde aconteceram os ataques durante a madrugada de sexta-feira para sábado.

Quase 40 homens armados com fuzis e machados atacaram as localidades de Angwan Gata, Chenshyi e Angwan Sankwai, no distrito de Kaura, ao sul do estado de Kaduna, e abriram fogo contra os moradores, que dormiam no momento, informou Bitiyong. “Muitas vítimas morreram vítimas de tiros e queimadas em suas casas, enquanto outras foram atacadas com machados", disse o deputado.

Os ataques deixaram muitos feridos e as três localidades foram totalmente queimadas. O chefe de polícia de Kaduna, Aminu Lawan, confirmou os ataques, mas não divulgou um balanço de vítimas. Lawan também se negou a revelar detalhes sobre a origem dos criminosos. A população local acusa os muçulmanos Fulanis.

Chenshyi, onde morreram pelo menos 50 pessoas, foi a mais afetada, de acordo com Adamu Marshall, porta-voz da União do Povo de Kaduna Sul (SOKAPU), uma associação política e cultural da região, que confirmou o balanço de Bitiyong. "Os agressores roubaram comida e incendiaram os celeiros. As pessoas ainda estão escondidas nos matagais, têm medo de voltar para casa", disse.

Bookmark and Share