Correio do Povo

Porto Alegre, 29 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
15º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

19/03/2014 08:33 - Atualizado em 19/03/2014 08:42

Cão é vendido na China por quase dois milhões de dólares

Mastim tibetano virou raça símbolo de status social

Cães viraram sinônimo de status social<br /><b>Crédito: </b> STR / AFP/ CP
Cães viraram sinônimo de status social
Crédito: STR / AFP/ CP
Cães viraram sinônimo de status social
Crédito: STR / AFP/ CP

Um mastim tibetano foi vendido na China por quase dois milhões de dólares, uma das maiores quantias pagas por um cão no mundo, informou a imprensa chinesa nesta quarta-feira. O comprador, um rico promotor imobiliário, pagou 12 milhões de yuanes (1,9 milhão de dólares) para adquirir o animal de um ano de idade e 90 quilos em uma exposição na província de Zhejiang, informa o jornal Qianjiang.

A raça passou a ser muito cobiçada pelos milionários chineses e virou símbolo de status social. O preço dos animais disparou nos últimos anos. "Têm sangue de leão e são a flor e a nata dos machos reprodutores na família dos mastins", afirmou o criador Zhang Gengyun ao jornal Qianjiang.

A raça, que em alguns casos pode ser agressiva, se adapta às condições climáticas extremas e à altitude. Tradicionalmente os mastins são muito apreciados pelos pastores nômades da Ásia Central. Os proprietários os consideram bons cães de guarda e muito leais.

Bookmark and Share


Fonte: AFP






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.