Porto Alegre, terça-feira, 25 de Novembro de 2014

  • 20/03/2014
  • 15:18
  • Atualização: 16:11

Legisladores americanos estão 'orgulhosos' por receber sanções de Moscou

Seis parlamentares e três assessores de Barack Obama fazem parte da lista publicada

  • Comentários
  • AFP

Os legisladores dos Estados Unidos declararam nesta quinta-feira seu orgulho por serem incluídos na lista de sancionados pela Rússia por seu apoio à Ucrânia. "Orgulhoso de estar incluído na lista daqueles que se levantaram contra a agressão de Putin", escreveu John Boehner, o presidente da Câmara de Representantes, em sua conta no Twitter.

"Sinto-me orgulhoso de ser sancionado por Putin. Jamais pararei com meus esforços e minha dedicação em favor da liberdade e da independência da Ucrânia, incluindo a Crimeia", escreveu por sua vez o senador republicano John McCain, um dos mais fervorosos partidários da Ucrânia na crise atual.

"Se apoiar a democracia e a soberania da Ucrânia significa ser #SancionadoporPutin, então o serei", reagiu Robert Menendez, presidente da comissão de Relações Exteriores do Senado.

Seis parlamentares e três assessores de Barack Obama fazem parte da lista publicada nesta quinta-feira por Moscou, e estão proibidos de entrar na Rússia.

As duas câmaras do Congresso americano adotaram resoluções condenando duramente a intervenção russa na Ucrânia, e devem debater na próxima semana a adoção de uma ajuda econômica às autoridades de Kiev. 

Bookmark and Share