Porto Alegre, sábado, 25 de Outubro de 2014

  • 20/03/2014
  • 16:28

Vereadores aprovam relatório da CPI da Invasão da Câmara

Por meio de fotos, depoimentos e vídeos foram identificados a práticas de 17 crimes

Vereadores aprovam relatório da CPI da Invasão da Câmara  | Foto: Leonardo Contursi / Câmara Municipal / CP

Vereadores aprovam relatório da CPI da Invasão da Câmara | Foto: Leonardo Contursi / Câmara Municipal / CP

  • Comentários
  • Lucas Rivas/Rádio Guaíba

Por nove votos a favor e apenas um contra, o relatório da CPI da Invasão da Câmara de Vereadores de Porto Alegre foi aprovado no início desta tarde. Conforme o relator, vereador Márcio Bins Ely, objetivo dos componentes da Comissão foi alcançado. Por meio de fotos, depoimentos e vídeos foram identificados a práticas de 17 crimes, entre eles posse ou porte ilegal de arma de fogo, agressões, consumo de drogas, porte de artefatos de fogo, uso de crianças como escudo, dano e furto qualificado, entre outros.

Agora, o relatório será revisado e publicado no Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa). Em seguida, vai ser levado até a Polícia Civil, Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado. O objetivo da maioria da Comissão é que os envolvidos sejam incriminados e possam ressarcir os cofres públicos em função da ocupação do Legislativo.

O relatório da CPI descreve que os prejuízos causados aos cofres públicos devido a danos patrimoniais, acrescidos daqueles decorrentes dias de paralisação dos trabalhos, chegaram a casa dos R$ 2 milhões. O prédio permaneceu ocupado de 10 a 18 de julho.

Votaram a favor os seguintes vereadores: relator Marcio Bins Ely (PDT), Brasinha (PTB), Mario Fraga (PDT), Paulinho Motorista (PSB), proponente Reginaldo Pujol (DEM), Tarciso Flecha Negra (PSD), Valter Nagelstein (PMDB), Kevin Krieger (PP) e Waldir Canal (PRB). A vereadora Sofia Cavedon (PT) foi a única parlamentar a votar contra o relatório.