Correio do Povo

Porto Alegre, 21 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
22ºC
Amanhã
14º 29º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

22/03/2014 09:22 - Atualizado em 22/03/2014 09:43

Satélite chinês capta imagem de objeto em área de busca por avião desaparecido

Governo deve enviar navios ao sul do Oceano Índico para reforçar buscas por Boeing malaio

Satélite chinês capta imagem de objeto em área de busca por avião desaparecido<br /><b>Crédito: </b> Reprodução CP
Satélite chinês capta imagem de objeto em área de busca por avião desaparecido
Crédito: Reprodução CP
Satélite chinês capta imagem de objeto em área de busca por avião desaparecido
Crédito: Reprodução CP

O ministro de Defesa da Malásia, Hishammuddin Hussein, disse neste sábado que um satélite chinês captou a imagem de um grande objeto, em amplo trecho de oceano, neste sábado. Equipes de busca esperam localizar o avião da Malásia Airlines que realizava o voo 370 em direção à China quando desapareceu há mais de duas semanas.

Segundo Hussein, o governo chinês identificou um objeto com dimensões de 22,5 metros por 13 metros flutuando no sul do Oceano Índico. Ele salientou, contudo, que ainda não há qualquer confirmação positiva sobre a identificação dos supostos destroços.

A emissora de TV estatal CCTV publicou no Twitter uma imagem do objeto dizendo que havia sido captada  cerca de 120 quilômetros ao sul de outra imagem de satélite feita dias antes de dois outros objetos no oceano. Aviões e navios vêm vasculhando a área da descoberta anterior há três dias, mas ainda não localizaram nada. O voo 370 da Malaysia Airlines desapareceu no último dia 7 após decolar de Kuala Lumpur, capital da Malásia, com destino a Pequim. A aeronave tinha 239 pessoas a bordo.

Após uma semana de informações desencontradas, autoridades disseram que sinais enviados pelo Boeing 777 durante várias horas depois de ter desaparecido dos radares indicaram que o avião está em um de dois grandes arcos, um corredor ao norte, que vai da Malásia até a Ásia Central, ou um corredor ao sul, que se estende em direção à Antártica.

Aviões militares e civis também vasculham uma área de cerca de 2,5 mil quilômetros a sudoeste da Austrália, e duas aeronaves militares da China chegaram neste sábado à cidade de Perth para ajudar nas buscas feitas por australianos, neozelandeses e norte-americanos. Neste domingo, deverão chegar aviões do Japão à região.

Bookmark and Share


Fonte: AE






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.