Correio do Povo

Porto Alegre, 18 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
16ºC
Amanhã
18º 25º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

22/03/2014 12:44 - Atualizado em 22/03/2014 13:33

Em simulação, cinco morrem e 45 ficam feridos em jogo de futebol

Teste para Copa do Mundo ocorreu no Anfiteatro Pôr-do-Sol, local da Fan Fest

Simulação ocorreu no Anfiteatro Pôr-do-Sol
Crédito: Samuel Maciel

A quase 80 dias da Copa do Mundo, foi realizada neste sábado uma simulação de ações de segurança no Anfiteatro Pôr-do-Sol, à beira do Guaíba, em Porto Alegre. A ideia principal foi conferir a resposta dos departamentos de segurança para conter uma eventual briga durante a "Fan Fest", que vai ocorrer no local. O evento contará com espaços montados para a transmissão dos jogos ao público em geral, uma das grandes atrações oficiais do Mundial. A ação foi acompanhada por diversas autoridades de 17 departamentos públicos que estiveram envolvidos.

Dentro da simulação, ocorreu uma briga entre torcidas no início do segundo tempo de uma partida de futebol, que resultou em cinco mortos e 45 pessoas feridas - em diversos estágios de gravidade. Também houve a localização de um artefato não identificado, que poderia ser uma bomba. Pelas características, essa ação exigiu a presença de equipes da Brigada Militar, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), do Corpo de Bombeiros, da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), da Polícia Civil e do Instituto Geral de Perícias (IGP). Na ação, foi realizado ainda o serviço de identificação e busca aos infratores. O teste reuniu cerca de 50 pessoas, entre figurantes, agentes de segurança e representantes de órgãos privados.

Segundo o diretor do departamento de Comando e Controle Integrado da Secretaria Estadual de Segurança, coronel Antônio Scussel, a simulação é a melhor maneira de conferir a harmonia entre as equipes e as estruturas ligadas ao evento. Inclusive serve de teste de alguns equipamentos, como foi o caso da Plataforma de Observação Elevada. A plataforma tem capacidade de, em dias de sol, fazer o reconhecimento do rosto humano a três quilômetros de distância. "Ele nos dá uma consciência situacional do que está ocorrendo e permite que tomemos o melhor conjunto de resposta e decisões", afirmou.

A simulação bloqueou o trânsito da Capital em alguns pontos juntos ao anfiteatro. A ação é uma continuação dos testes feitos visando à Copa do Mundo. No dia 13 de março, os departamentos fizeram simulações no jogo entre Grêmio e o Newell's Old Boy, pela Libertadores da América, na Arena.

Bookmark and Share


Fonte: Mauren Xavier / Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.