Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Outubro de 2014


Porto Alegre
Agora
18ºC
Amanhã
13º 20º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

22/03/2014 14:28 - Atualizado em 22/03/2014 14:33

Animais receberão chip com identificação em Canoas

Dispositivo para implantação subcutânea é do tamanho de um grão de arroz

Animais receberão chip com identificação em Canoas<br /><b>Crédito: </b> Laira de Souza Sampaio / Especial / cP
Animais receberão chip com identificação em Canoas
Crédito: Laira de Souza Sampaio / Especial / cP
Animais receberão chip com identificação em Canoas
Crédito: Laira de Souza Sampaio / Especial / cP

Está prevista para começar nesta segunda-feira a implantação de chips em cachorros, gatos e cavalos em Canoas, na região Metropolitana. Inicialmente, o projeto da Coordenadoria de Bem-Estar Animal implantará 3 mil chips em animais que já possuem cadastro na prefeitura e que participaram de ações como castração, feiras de adoção e o projeto Amigo da Cidade, que beneficia carroceiros. O objetivo é identificar os bichos para que se tenha mais controle da saúde, condições de vida e da responsabilidade por parte de seus donos.

Os primeiros a receberem o microchip serão cães e gatos de propriedade de famílias com renda de até dois salários mínimos. Estes já estão cadastrados e foram castrados em campanhas municipais. Em contrapartida pela colocação do software de identificação, o proprietário poderá usufruir dos serviços do Centro de Bem-Estar Animal.

O instrumento de controle é do tamanho de um grão de arroz e é implantado de forma subcutânea, sem causar desconforto ao animal. Nele são armazenadas informações como idade, sexo, nome, RG e endereço do proprietário, além do histórico de saúde. Desta forma, se o animal for encontrado perdido, por exemplo, ao passar pelo leitor, os técnicos poderão identificar o dono e saber se trata-se de uma fuga ou de um caso de abandono.

O diretor da Coordenadoria de Bem-Estar Animal, Fábio Leivas, explica que a intenção é ampliar o serviço posteriormente. Além das famílias já cadastradas, animais que são tratados no Centro de Bem-Estar e que estão disponíveis para adoção também receberão o microchip. Cada aparelho custou ao município cerca de R$ 15. “É um investimento relativamente barato para o retorno que temos, principalmente em relação ao cuidado com o animal”, acrescenta Fábio.

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo





» Tags:Canoas Geral Animais

O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.