Porto Alegre, sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

  • 25/03/2014
  • 12:35
  • Atualização: 13:03

Detran reúne comitê para ações da Balada Segura

Lançamento oficial deverá acontecer em maio

  • Comentários
  • Mauren Xavier / Correio do Povo

Presente em 21 municípios gaúchos, o projeto Balada Segura entra numa nova etapa. Além das ações de fiscalização, com a realização das blitzes, o projeto do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) quer ampliar o envolvimento com as comunidades para potencializar os resultados. Neste sentido, foi realizada na manhã desta terça-feira, na sede da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), uma reunião de sensibilização para a formação do Comitê da Balada Segura em Porto Alegre. O mesmo comitê já está em vigor em 15 municípios.

Segundo o coordenador da Operação Balada Segura, Adelto Rohr, foi necessário um tempo maior para formar o grupo na Capital em função da sua grandiosidade, tanto em frota como em área coberta. O lançamento oficial do comitê deverá ocorrer em maio. “Queremos articular a presença da sociedade civil, por meio de associações de moradores, Organizações Não Governamentais (ONGs) e outras entidades, para mudar o comportamento das pessoas no trânsito. Sabemos ser impossível fazer isso sem a participação das pessoas”, afirmou ele.

Para a integrante da divisão de educação do Detran, Taís Vieira, a sensibilização e o envolvimento são fundamentais para quebrar alguns preconceitos. “A maioria das pessoas vê nas blitz uma maneira de cerceamento da sua liberdade. Mas não pensa no resultado do seu comportamento inadequado ao volante. Ninguém sai de casa pensando em machucar alguém ou perder a sua vida. Só que uma atitude errada no trânsito - como beber e dirigir - pode acabar assim”, disse Taís.

Foram apresentados ainda os recentes dados relacionados à violência no trânsito. No ano de 2012 mais de 62 mil pessoas perderam a vida em acidentes no Brasil. Além disso, é grande o número de vítimas que ficam inválidas. Atualmente, essa relação é de que para cada um morto no trânsito, seis pessoas ficam inválidas permanentemente e 11 em situação de limitação temporária. “Com estes números é possível dizer que o trânsito não é nosso problema?”, indagou.

Operação Balada Segura

A Balada Segura teve início em fevereiro de 2011, sendo desenvolvida como piloto em Porto Alegre. As fiscalizações, ações de conscientizações e educação para o trânsito são desenvolvidas sempre à noite e madrugada em locais considerados estratégicos, pela presença de festas no entorno. “O nosso público alvo são os jovens. São eles que estão perdendo a vida diariamente no trânsito”, afirmou Taís. Segundo balanço do Detran, houve redução de 12% nos acidentes com morte na Capital, sendo que nos períodos da noite e madrugada a queda chegou a 37%

Bookmark and Share


TAGS » Geral, Balada Segura