Porto Alegre, sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

  • 25/03/2014
  • 16:47
  • Atualização: 16:48

Anvisa volta a pedir a interdição do terminal de cargas do Salgado Filho

Decisão cabe a Justiça Federal que vai examinar o pedido nos próximos dias

Anvisa volta a pedir a interdição do terminal de cargas do Salgado Filho | Foto: Tarsila Pereira / CP Memória

Anvisa volta a pedir a interdição do terminal de cargas do Salgado Filho | Foto: Tarsila Pereira / CP Memória

  • Comentários
  • Lucas Rivas/Rádio Guaíba

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pediu novamente a interdição do terminal de cargas do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, após examinar os documentos encaminhados pela Infraero para liberação do Plano de Prevenção Contra Incêndios do local. A decisão, porém cabe a Justiça Federal. O pedido deve ser apreciado nos próximos dias. Desde o dia 9 de janeiro, o local está liberado para operar por meio de liminar.

Pelo menos três itens do relatório foram rejeitados pela Anvisa. Conforme a Agência, o terminal de cargas ainda não obteve autorização de funcionamento para empresas terceirizadas, alvará de proteção contra incêndio emitido pela Brigada Militar e habilitação para armazenamento de produtos inflamáveis. A agÊncia sustenta que os funcionários correm risco de vida sem a regulamentação destes pontos. Os documentos encaminhados pela Infraero foram analisados na semana passada pela agência reguladora.

Enquanto a Justiça Federal não se pronuncia, o terminal de cargas do Salgado Filho permanece operando normalmente. Durante a interdição da área, entre dezembro e janeiro deste ano, o Sindicato dos Despachantes Aduaneiros (Sdaergs) estimou um prejuízo de R$ 2,5 milhões em função da retenção de material e produtos. Durante todo o ano de 2013, o terminal movimentou quase 18 mil toneladas de cargas.

  Bookmark and Share