Correio do Povo

Porto Alegre, 2 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
13ºC
Amanhã
15º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

25/03/2014 21:40 - Atualizado em 25/03/2014 21:59

Arquiteto vence o prêmio Pritzker, o Nobel da Arquitetura

Fundação destacou “elegância e caráter inventivo” de Shigeru Ban

Arquiteto vence o prêmio Pritzker, o Nobel da Arquitetura
Crédito: AFP

O arquiteto humanista japonês Shigeru Ban, especialista em estruturas de papelão e defensor de uma obra “low-tech”, foi anunciado como o vencedor do prêmio Pritzker 2014, considerado o Nobel de Arquitetura. Ao elogiar o japonês de 56 anos, conhecido em particular pelas obras de casas efêmeras” para as vítimas dos desastres naturais e os refugiados que fogem da violência, a Fundação Hyatt destacou “a elegância e o caráter inventivo” do trabalho de Ban.

A fundação, que tem sede em Chicago, destaca os “incessantes esforços humanitários” de Ban, assim como os 20 anos de viagens do arquiteto aos locais de “catástrofes naturais ou humanas, para trabalhar com cidadãos, voluntários e estudantes para desenhar e construir refúgios recicláveis de baixo custo que voltam a dar dignidade às vítimas”.

O compromisso com as causas humanitárias de Shigeru Ban, que tem estúdios em Tóquio, Paris e Nova Iorque, "constitui um exemplo para todos", completa a instituição. “A inovação não está limitada pelo tipo de construção, assim como a compaixão não está limitada por um orçamento. Shigeru transformou nosso mundo em um local mais belo”, afirmou o júri da premiação, criada em 1979 por Jay A. Pritzker e que entrega 100.000 dólares ao vencedor.

“É uma grande honra para mim e devo ser prudente. Preciso continuar escutando as pessoas com as quais colaboro, tanto em meus trabalhos privados como em meu trabalho a favor das vítimas de desastres”, reagiu o arquiteto, que estava em Paris ao recener a notícia do prêmio. Shigeru Ban, que trabalhou muito nas zonas devastadas pelo tsunami e terremoto de 2011 no nordeste do Japão, também conhecido pela catedral de papelão de Christchurch na Nova Zelândia e pelo Centro Georges Pompidou de Metz, cidade do leste da França, entre outras obras.

Bookmark and Share

Fonte: AFP





» Tags:Arquitetura

O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.