Porto Alegre, domingo, 23 de Novembro de 2014

  • 25/03/2014
  • 21:55
  • Atualização: 22:02

Monitoras da Educação Infantil mantêm paralisação em Porto Alegre

Categoria fará nova assembleia nesta quarta-feira

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

Sem acordo com a prefeitura e após ficarem mais de quatro horas tentando uma audiência com o vice-prefeito, Sebastião Melo, os monitores da educação infantil de Porto Alegre decidiram permanecer em greve. De acordo com uma das diretoras da Associação dos Trabalhadores em Educação da Capital (Atempa), Silvana Moraes, as 300 servidoras querem que o governo pague, conforme prometido no final de 2013, uma gratificação no valor R$ 600.

A mudança no padrão, do 6 para 7, entrará na discussão do plano de carreira. Ela chegou a ser aprovada pela Câmara de Vereadores. No entanto, o Executivo vetou a proposta e alegou vício de origem, ou seja, a medida deveria partir do Executivo e não do Legislativo. “Faremos nova vigília na prefeitura, a partir das 10h desta quarta-feira, não queremos uma nota fria como a que nos foi dada, desejamos uma audiência”, afirmou.

Os próximos passos do movimento serão decididos na Assembleia Geral dos trabalhadores da Educação do município, convocada pela Atempa, para esta quarta-feira, às 18h30, no Auditório do Sindicato dos Municipários de Porto Alegre.

Bookmark and Share