Porto Alegre, segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

  • 26/03/2014
  • 16:39
  • Atualização: 17:03

Frota de ônibus da Capital não deve aumentar até lançamento de edital

Prefeitura deve apresentar documento até segunda-feira

Prefeitura deve apresentar documento até segunda-feira | Foto: Vinicius Roratto / CP Memória

Prefeitura deve apresentar documento até segunda-feira | Foto: Vinicius Roratto / CP Memória

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

Segundo o Gerente Executivo da Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP), Luiz Mario Magalhães Sá, em entrevista a Rádio Guaíba na tarde desta quarta-feira, existe em 2014 um novo elemento a ser considerado para a não circulação dos ônibus. “Segundo informações da prefeitura, no dia 31, segunda-feira, será lançado um edital de licitação para a operação de transporte em Porto Alegre. E esse edital trará uma séria de exigências”, explica Magalhães.

Sobre o aumento de R$ 0,15 no valor da passagem, indicado pela prefeitura, o diretor disse ser satisfatório, mas lamentou que o reajuste chegue com atraso de dois meses. “As empresas de ônibus estão pagando os novos salários de motoristas e cobradores, desde 1ª de fevereiro”, justifica o executivo. O custo com a mão de obra é o principal fator de reposição da tarifa de ônibus em Porto Alegre.

Magalhães também comentou que a cada ano aumenta o número de isentos e isso eleva o valor da tarifa, que é divida entre todos os que pagam a passagem. A longevidade e o número de estudantes, que pagam 50% do valor total, contribuem para o aumento da tarifa. Na avaliação dele a Prefeitura deveria subsidiar, e não dividir com todos, o valor que cabe a essas isenções.

Bookmark and Share