Porto Alegre, sexta-feira, 28 de Novembro de 2014

  • 26/03/2014
  • 17:08
  • Atualização: 17:12

Deputado Asdrúbal Bentes apresenta carta de renúncia

Parlamentar informou também que pedirá para cumprir a pena a que foi condenado em Marabá

  • Comentários
  • Agência Brasil e AE

O deputado Asdrúbal Bentes (PMDB-PA) informou na tarde desta quarta, que entregrará ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), a carta em que renuncia ao mandato parlamentar. "Vou encaminhar a carta à presidência e a presidência faz a leitura como é de praxe. Vou entregar à presidência, é o procedimento regimental. A Mesa não vai mais precisar decidir se vai abrir processo ou não", afirmou. "Não quero constranger essa Casa a passar por determinadas pressões".

A carta deve ser lida ainda hoje no plenário da Casa. Com isso, oficializa-se a renúncia e o suplente, Luiz Otávio (PMDB-PA), será chamado para assumir a vaga.

Asdrúbal Bentes informou também que pedirá para cumprir a pena a que foi condenado em Marabá, no Pará, e não no Distrito Federal. Ele justificou o pedido dizendo que tem domicílio eleitoral e escritório de advocacia na cidade e que pretende voltar a exercer esta atividade profissional.

Questionado se ainda pretendia voltar a exercer um mandato como parlamentar após cumprir pena imposta pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Bentes respondeu: "O futuro dirá. A Deus pertence. Mas tenho certeza que se depender do povo do meu Estado, não abandonarei a política. Agora tenho 75 anos, espero ter saúde para voltar".

Acusado de ter oferecido cirurgias de esterilização a mulheres em troca de votos, quando disputava a prefeitura de Marabá, o parlamentar foi condenado a, três anos, um mês e dez dias de prisão. Ao anunciar, nesta quarta-feira (26), a renúncia, ele voltou a negar a acusação.

Bookmark and Share