Correio do Povo

Porto Alegre, 27 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
18º


Faça sua Busca


Notícias > Política

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

26/03/2014 21:26 - Atualizado em 26/03/2014 21:29

PSDB anuncia ter assinaturas suficientes para CPI da Petrobras no Senado

Alvaro Dias anunciou que falta apenas juntar duas rúbricas confirmadas para abrir comissão

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) anunciou, na noite desta quarta-feira no Plenário, que foram alcançadas as 27 assinaturas necessárias para a criação de uma CPI para a investigação de denúncias envolvendo a Petrobras. De acordo com o parlamentar, o requerimento já conta com as assinaturas de 25 senadores e tem as duas restantes confirmadas para serem juntadas em seguida.

Alvaro Dias ressaltou que, caso a Câmara também consiga o número necessário (171 deputados), os trabalhos ocorrerão em conjunto. Ele relatou que as investigações serão focadas em quatro temas: o processo de aquisição da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos; indícios de pagamento de propina a funcionários da estatal pela companhia holandesa SBM Offshore para obtenção de contratos junto à Petrobras; denúncias de que plataformas estariam sendo lançadas ao mar sem componentes primordiais à segurança do equipamento e dos trabalhadores; e indícios de superfaturamento na construção de refinarias.

O senador enfatizou que a investigação política é fundamental para complementar eventual investigação por órgãos como o Ministério Público. "A CPI pode, em regime de urgência, determinar a quebra de sigilos bancário, fiscal ou telefônico, requerer documentos e auditorias. Compartilhar as informações com o Ministério Público, a Polícia Federal, possibilitando abrangência maior, profundidade e, sobretudo, eficiência na investigação", disse.


Bookmark and Share

Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.