Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 27/03/2014
  • 12:33
  • Atualização: 12:36

Comércio cortou 111 mil vagas em fevereiro, aponta IBGE

Setor foi o que mais dispensou trabalhadores, elevando desemprego para 5,1% em fevereiro

  • Comentários
  • AE

As dispensas de trabalhadores no comércio foram responsáveis pelo aumento na taxa de desemprego na passagem de janeiro (4,8%) para fevereiro(5,1%). A atividade cortou 111 mil postos de trabalho no período, informou nesta quinta-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

"O comércio foi a atividade que mais dispensou trabalhadores", apontou Adriana Beringuy, técnica da Coordenação de Trabalho e Rendimento do IBGE. "A população ocupada reduziu 137 mil trabalhadores em fevereiro. Só o comércio dispensou 111 mil", acrescentou.

Foi o segundo mês consecutivo de eliminação de postos de trabalho no comércio. "Esse segmento é uma atividade que tradicionalmente tem empregado pessoas em trabalho temporário. Esse grupamento já tinha dispensado 105 mil pessoas em janeiro",
ressaltou a técnica do IBGE.

No entanto, na comparação com fevereiro de 2013, o comércio criou oito mil vagas, um aumento de 0,2% no número de ocupados. A dispensa de trabalhadores temporários pode ter sido postergada em algumas regiões metropolitanas, como o Rio de Janeiro, por conta da ocorrência do carnaval em março este ano.

"Esses temporários estão muito associados ao consumo das festas de final de ano. Em algumas cidades, a gente também tem uma influência de calendário, de onde se insere o carnaval, que pode retardar a dispensa ou não desses trabalhadores temporários. Se a gente olhar a questão do calendário, na região metropolitana do Rio, esse grupamento do comércio não teve essa dispensa em termos significativos", explicou Adriana.

Bookmark and Share