Correio do Povo

Porto Alegre, 22 de Setembro de 2014


Porto Alegre
Agora
23ºC
Amanhã
19º 29º


Faça sua Busca


Notícias > Polícia

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

27/03/2014 13:58 - Atualizado em 27/03/2014 14:08

Localizado carro de instrutor de autoescola baleado na cabeça

Rodrigo Luis Turco Russo faleceu na madrugada desta quinta-feira

Veículo foi periciado no local por uma equipe do Departamento de Criminalística em busca de impressões digitais dos autores do latrocínio<br /><b>Crédito: </b> Álvaro Grohmann / Especial / CP
Veículo foi periciado no local por uma equipe do Departamento de Criminalística em busca de impressões digitais dos autores do latrocínio
Crédito: Álvaro Grohmann / Especial / CP
Veículo foi periciado no local por uma equipe do Departamento de Criminalística em busca de impressões digitais dos autores do latrocínio
Crédito: Álvaro Grohmann / Especial / CP

A Brigada Militar e Polícia Civil foram mobilizadas na captura dos dois assaltantes que balearam e mataram o instrutor de autoescola Rodrigo Luis Turco Russo, de 31 anos, na noite de quarta-feira no bairro Intercap, em Porto Alegre. O crime ocorreu na rua Doutor Fernando Ortiz Schneider, junto da praça Darcy Azambuja, tradicional local usado para treinamento de futuros motoristas ou reciclagem de condutores.

A vítima morreu no final da madrugada desta quinta-feira no Hospital São Lucas da PUC. Já o Celta, do Centro de Formação de Condutores Atlântica, levado pela dupla de criminosos, foi localizado abandonado na manhã desta quinta na rua 3 da vila Cefer 1, próximo da avenida Antônio de Carvalho. O veículo foi periciado no local por uma equipe do Departamento de Criminalística em busca de impressões digitais dos autores do latrocínio.

O caso

O instrutor da autoescola estava ensinando uma aluna no Celta quando apareceram dois jovens armados. A dupla estava prestes a fugir com o veículo quando atiraram na vítima. Horas depois, a bolsa da aluna, sem dinheiro e documentos, foi encontrada caída na área. O efetivo do 19º BPM foi acionado e realizou buscas na região.

Ao amanhecer, os moradores da rua 3 da vila Cefer 1 se depararam com o Celta estacionado parcialmente em cima de uma calçada. Acionados, os policiais militares do 20º BPM isolaram o entorno onde estava o carro. Agentes da 1ª Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (1ª DPPA) também estiveram presentes. Uma câmera de segurança de uma moradia nas proximidades será agora examinada na esperança de que tenham ficado registradas as imagens dos dois assaltantes abandonando o carro.

Investigação

As investigações sobre o latrocínio estão com a 15 DP, sob comando do delegado Ajaribe Rocha Pinto. Ele considerou prematuro afirmar que a vítima foi baleada ao supostamente tentar pegar uma mochila dentro do carro no momento da fuga dos bandidos. A aluna, que ficou em estado de choque, foi ouvida preliminarmente durante a madrugada de ontem, mas deverá prestar um novo depoimento para fornecer mais detalhes.

Os agentes da 15ª DP devem procurar possíveis câmeras de segurança existentes no bairro Intercap e na vila Cefer 1 visando obter os rostos dos criminosos. Há suspeita de que os autores do crime sejam usuários de drogas e pretendiam “depenar” o Celta, trocando, por exemplo, o som automotivo por drogas.

Responsável pelo comando do 19º BPM, que atua também na Intercap, a tenente coronel Nádia Gerhard acredita que a escolha das vítimas foi aleatória por parte dos dois criminosos. De acordo com a oficial, o policiamento ostensivo no bairro Intercap, incluindo a área da praça Darcy Azambuja, é permanente, mas os policiais militares não podem estar sempre no mesmo local pois fazem ronda em toda a região, frequentada por usuários de drogas. Em sua avaliação, a melhoria da segurança naquele local passa por um esforço conjunto de todos, citando a necessidade de uma maior iluminação e manutenção adequada da vegetação na praça.

CFC fecha em sinal de luto

Rodrigo Luis Turco Russo trabalhava há mais de seis anos no Centro de Formação de Condutores (CFC) Atlântica da rua Riachuelo, no Centro de Porto Alegre, que ficou fechado em sinal de luto. Consultor técnico e integrante da direção do Sindicato dos Centros de Formação de Condutores do Estado do Rio Grande do Sul (SindiCFC), Eduardo Cortez Balreira disse que os veículos de autoescolas não servem normalmente para os habituais ladrões de carros pois são adaptados para as aulas direções e tem uma aparência externa chamativa. Nesse sentido, ele também concorda que podem estar envolvidos usuários de drogas.

Segundo Eduardo Cortez Balreira, as aulas noturnas de direção costumam se prolongar até o final da noite e atendem quem não possui tempo livre durante o dia. Ele entende que um local amplo e seguro seria o ideal para as aulas na noite, mas observou que os alunos precisam treinar em situações reais nas ruas, enfrentando por exemplo tráfego intenso e lombas. “A direção do SindiCFC vai discutir as questões de segurança e se reunir depois com as autoridades”, anunciou, lembrando que Rodrigo Luis Turco Russo era um excelente profissional.

Cerca de 750 mil motoristas passam por ano nos 273 centros de formação de condutores filiados à entidade, que empregam mais de 9,6 mil funcionários, dos quais 5,5 mil são instrutores, e possuem uma frota de 3,7 mil veículos adaptados em todo o RS. Um dos pleitos dos centros de formação de condutores é a substituição das aulas noturnas por simuladores.

O sepultamento do instrutor de autoescola deve ocorrer no Cemitério Jardim da Paz, em Porto Alegre.

Bookmark and Share


Fonte: Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.