Porto Alegre, sábado, 20 de Dezembro de 2014

  • 27/03/2014
  • 18:14

Mulher é condenada a 21 anos de prisão por mandar matar o ex-marido

Ivete Lourdes Faoro Pezzi prometeu recompensa de R$ 10 mil aos executores do crime

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

O Tribunal do Júri de Caxias do Sul condenou a 21 anos de prisão Ivete Lourdes Faoro Pezzi, acusada de mandar matar o ex-companheiro. A pena leva em conta que houve homicídio qualificado por motivo torpe, meio cruel, dissimulação e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima.

Conforme a denúncia, Ivete foi a autora intelectual da morte de Waldomiro Pezzi, ocorrida em 8 de junho de 2003, no balneário Arroio Pelo, distrito de Vila Cristina. A vítima foi morta pelo amante da ré, Claudir Fonseca, e o comparsa Luiz Fábio Machado. Ela havia prometido uma recompensa de R$ 10 mil pela execução da vítima. Claudir Fonseca já foi condenado a 18 anos de reclusão e Luiz Fábio Machado morreu antes de ser julgado.

Waldomir Pezzi foi abatido no bar do qual era gerente. Claudir era amigo da vítima e aproveitou-se da amizade para chegar momentos antes de o estabelecimento fechar, fingindo, junto com o comparsa, a intenção de beber e comprar cigarro.

Bookmark and Share