Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 28/03/2014
  • 20:39
  • Atualização: 20:43

Pedalada protesta contra mortes de ciclistas na Capital

Grupo com 300 pessoas deixou o Largo Zumbi dos Palmares e seguiu em direção à Erico Verissimo

  • Comentários
  • Marcos Koboldt/Rádio Guaíba

Pelo menos 300 ciclistas, conforme a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), concentraram-se no Largo Zumbi dos Palmares, no bairro Cidade Baixa, nesta sexta-feira. Eles fazem uma manifestação na avenida Erico Verissimo, depois de uma pedalada no início da noite pela região central de Porto Alegre.

No local do protesto, uma ciclista morreu atropelada na semana passada. Patrícia Silva de Figueiredo, de 21 anos, foi atingida por um ônibus no corredor da avenida. No mesmo dia, Daíse Duarte Lopes, de 19, também morreu ao ser atropelada por um coletivo no bairro Rubem Berta.

O delegado Cristiano Reschke, titular da Delegacia de Trânsito, espera a chegada dos laudos das perícias para confrontar com as versões fornecidas pelos motoristas à polícia. Os dois trabalhadores negaram estar dirigindo acima da velocidade e disseram ter sido pegos de surpresa. Assim como no corredor de ônibus da Erico Veríssimo, o limite de velocidade na Marim Félix Berta é de 30 km/h.

Para confirmar as versões apresentadas, o delegado Reschke espera a perícia do tacógrafo para elucidar a questão. Ao longo da semana, outras testemunhas também prestaram depoimento. O policial abriu dois inquéritos para apurar os crimes de homicídio culposo (quando não há intenção de matar) registrados na quinta-feira da semana passada.

Bookmark and Share