Correio do Povo

Porto Alegre, 24 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
12ºC
Amanhã
16º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > País

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

01/04/2014 16:12

Aneel dá aval para modalidade pré-paga de energia

Tarifa deve ser igual, mas distribuidora pode dar desconto a fim de estimular consumidores a aderirem

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça a possibilidade de as distribuidoras oferecerem energia pré-paga aos consumidores. A tarifa do pré-pagamento vai ser igual à da pós-paga, mas a distribuidora pode dar descontos para incentivar os consumidores a aderirem à novidade.

A modalidade só vai poder ser colocada em prática depois que o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) certificar os medidores necessários para a implantação do recurso. É preciso também que os estados definam qual deve ser a tributação sobre a energia pré-paga.

O diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino. estima que até o fim do ano o pré-pagamento de energia possa ser oferecido aos consumidores.

As distribuidoras vão definir quando e em qual área vão começar a oferecer o serviço. A adesão dos consumidores vai ser opcional, e os custos da instalação dos medidores deve ser pago pelas distribuidoras. Os créditos comprados não terão prazo validade e o retorno ao modelo convencional pode ser solicitado a qualquer momento, e o pedido deve ser atendido em no máximo 30 dias.

Quem optar pelo sistema pré-pago vai receber um crédito inicial de 20 quilowatts-hora (kWh) e pode comprar um crédito mínimo de 5 kWh. Quando os créditos estiverem perto de acabar, o consumidor vai ser notificado por meio de alarmes visual e sonoro no medidor, que deve ficar dentro da unidade consumidora, para que haja tempo hábil para providenciar uma recarga.

Quando o crédito acabar, o consumidor pode solicitar à distribuidora um crédito de emergência de 20 kWh, que deve ser disponibilizado em qualquer dia da semana e horário, e que pode ser pago na próxima compra. Pela média do consumo dos brasileiros, essa energia deve ser suficiente para três dias de uso.

Segundo a Aneel, os principais benefícios da modalidade pré-paga para os consumidores são a melhoria do gerenciamento do consumo de energia e a maior transparência em relação aos gastos diários, por meio de informações em tempo real. Outras vantagens, segundo a agência, são a flexibilidade na aquisição e no pagamento da energia e a eliminação da cobrança de multas, juros de mora e taxas de religação.

Bookmark and Share


Fonte: Agência Brasil






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.