Porto Alegre, domingo, 21 de Dezembro de 2014

  • 07/04/2014
  • 22:07
  • Atualização: 22:38

Movimentos debatem novos protestos por transporte na Capital

Em assembleia, grupo definiu próximas ações para esta semana

Grupo pretende colher assinaturas para que empresas de ônibus sigam modelo da antiga Carris | Foto: Fabiano do Amaral

Grupo pretende colher assinaturas para que empresas de ônibus sigam modelo da antiga Carris | Foto: Fabiano do Amaral

  • Comentários
  • Correio do Povo

Os movimentos que têm organizado protestos por mudanças no transporte público de Porto Alegre fizeram assembleia no Centro da Capital nesta segunda-feira. O grupo buscou uma abordagem mais formal para tentar se aproximar da população e chamar para o debate com sindicatos, partidos e grupos de apoio como o Bloco de Luta do Transporte Público, sem tanta desordem como a encontrada nas últimas caminhadas.

O encontro ficou concentrado na Praça XV e teve shows de rap, apresentação de esquetes teatrais e outras manifestações culturais. Depois disso, lideranças fizeram um relato sobre o histórico dos protestos desde junho do ano passado e lembraram a conquista do rebaixamento do valor da passagem de ônibus.

Durante a troca de ideias da assembleia, foram definidos rumos para novos protestos. O movimentos deverão buscar uma planilha tarifária adequada, mais participação popular na decisão de itens importantes como valores, opcionais de conforto e valores; e mais evolução na transparência dos processos de definição do preço das passagens. Para o bloco, "há indícios de relação promíscua de poder público e empresas de ônibus". O "fracasso" das audiências públicas, que terminaram em vaias e depredações, também foi citado como problemas de abordagem da prefeitura.

Uma das principais propostas definidas pelo movimento, foi a criação de um fundo com percentual de multas de trânsito. A ideia é que esse dinheiro poderia sustentar um modelo mais cidadão, menos apoiado no capital, do transporte coletivo. Os movimentos vão tentar colher assinaturas para propor lei de iniciativa popular que retome o modelo de transporte adotado pela antiga Carris.

Panfletagem e protesto

Nesta terça-feira, a partir das 12h, será feito panfletaço com divulgação do histórico do movimento e principalmente a proposta de lei de iniciativa popular. Na quinta-feira, foi marcado protesto, com concentração em frente ao Paço Municipal a partir das 18h.

Com informações de Luiz Sérgio Dibe.

Bookmark and Share