Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

  • 08/04/2014
  • 12:37

Aperto monetário no Brasil afetou crescimento, diz FMI

Entidade afirmou que Brasil pode elevar juros para conter inflação

  • Comentários
  • AE

O recente aperto monetário do Brasil foi apropriado, mas pesou no crescimento econômico, afirmou o diretor-assistente do departamento Econômico do Fundo Monetário Internacional (FMI), Gian Maria Milesi-Ferretti, nesta terça-feira. "Foi positivo em termos de ação política econômica e é claro que você tem um impacto da política monetária mais apertada na atividade econômica. Este é um dos fatores que explicam que o crescimento do Brasil deve ser de 1,8% este ano", disse ele.

FMI reduz estimativa de crescimento do Brasil para 1,8%

Apesar do impacto negativo na atividade, o diretor destaca que o aumento de juros foi apropriado para conter as pressões inflacionárias desde 2013. No relatório "Perspectiva Econômica Global" divulgado nesta terça-feira, 8, o FMI fala que o Brasil pode ter de continuar elevando os juros, para conter a inflação.

Milesi-Ferretti avalia ainda que outras medidas ajudariam o Brasil a resolver os problemas que impedem uma maior expansão da atividade e aumentar o crescimento potencial do País. O economista não especificou estas medidas, mas disse que elas ajudariam a resolver estrangulamentos que pressionam a inflação toda vez que há demanda mais forte.

Bookmark and Share


TAGS » FMI, Economia, Brasil