Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 10/04/2014
  • 18:33
  • Atualização: 19:44

Justiça amplia pena de homem que torturou enteada com uma vara na Serra

Menina foi espancada e permaneceu sem urinar por cerca de 24 horas em 2011

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

Por unanimidade, a 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça aumentou, de cinco para sete anos e oito meses de prisão, em regime semiaberto, a pena imposta a um homem condenado por crime de tortura. Ele agrediu com uma vara a enteada de três anos de idade, causando lesões graves na menina.

O crime ocorreu em 20 de setembro de 2011, na localidade de Arcoverde, interior de Carlos Barbosa, na Serra. A menina, que havia pedido para ir ao banheiro, foi golpeada no rosto, pernas e nádegas enquanto a mãe fazia a troca das fraldas da irmã menor. O padrasto pensou que a meninha fazia "manha" e a agrediu.

A criança permaneceu sem urinar por cerca de 24 horas, o que levou a mãe a chamar o pai biológico e a levá-la ao Hospital Tacchini, onde foi internada, em estado grave e precisou de cirurgia de urgência. No hospital, foi constatado que a menina sofreu contusão renal e rompimento da bexiga, além de lesões internas graves em decorrência da tortura.

Bookmark and Share


TAGS » Justiça, Serra, Geral