Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
17ºC
Amanhã
15º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

12/04/2014 09:29 - Atualizado em 12/04/2014 09:31

Copiloto tentou usar celular antes de avião sumir, diz jornal

Voo MH370 desapareceu com 239 pessoas a bordo há mais de um mês

 Buscas seguem pelo voo MH370<br /><b>Crédito: </b> James Whittle / Defesa Australiana / AFP / CP
Buscas seguem pelo voo MH370
Crédito: James Whittle / Defesa Australiana / AFP / CP
Buscas seguem pelo voo MH370
Crédito: James Whittle / Defesa Australiana / AFP / CP

O copiloto do voo MH370 da Malaysia Airlines, desaparecido há mais de um mês com 239 pessoas a bordo, tentou
fazer uma ligação com seu celular um pouco antes de o avião desaparecer dos radares, afirmou neste sábado um jornal malaio, citando investigadores anônimos.

A ligação foi cortada "porque, talvez, o avião se afastou subitamente da antena de telecomunicações", afirmou o New Straits Times (NST), sem indicar para quem o copiloto ligou. Segundo outra fonte citada pelo jornal, o celular de Fariq Abdul Hamid foi "reconectado" à rede, mas não se sabe com certeza se fez uma ligação do Boeing 777 desaparecido em 8 de março.

O avião, que cobria a rota entre Kuala Lumpur e Pequim, teria voado a baixa altitude perto da ilha de Penang, na costa oeste da Malásia, permitindo assim que uma rede captasse o sinal do celular do copiloto. "Mas uma reconexão não significa necessariamente que ele fez uma ligação", afirmou uma das fontes. O ministro dos Transportes da Malásia declarou que examinará estas informações e realizará comentários posteriores.

Bookmark and Share


Fonte: AFP






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.