Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 12/04/2014
  • 16:47
  • Atualização: 17:09

Violência eclode na Ucrânia entre manifestantes pró-Rússia e polícia

Cidades de Kramatorsk e Krasny Liman foram palcos do confronto

Polícia combatia manifestantes nas cidades de Kramatorsk e Krasny Liman neste sábado | Foto: Max Vetrov / AFP / CP

Polícia combatia manifestantes nas cidades de Kramatorsk e Krasny Liman neste sábado | Foto: Max Vetrov / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O presidente em exercício da Ucrânia convocou uma reunião de emergência com as principais autoridades de segurança do país na capital, Kiev, enquanto a polícia entrava em confronto com manifestantes em diversos locais do Leste ucraniano.

Cerca de 20 homens armados e vestidos como militares tomaram um posto policial neste sábado em Slavyansk, uma pequena cidade ucraniana que ainda não havia sido tomada por manifestantes favoráveis à Rússia. O ministro de Interior da Ucrânia, Arsen Avakov, afirmou neste sábado que a polícia também combatia manifestantes nas cidades de Kramatorsk e Krasny Liman. Segundo ele, algumas das armas usadas nos ataques eram de uso exclusivo do Exército russo.

A porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, Jen Psaki, escreveu em sua conta do Twitter: "Violência preocupante no leste da Ucrânia hoje. A Rússia novamente parece estar por trás disso". Já o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, negou hoje que o país tenha tido qualquer participação nos confrontos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Bookmark and Share