Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 13/04/2014
  • 19:37
  • Atualização: 20:40

Ataque na Nigéria deixa 60 mortos; governo acusa islamitas

Atentados ocorreram em Amchaka e em aldeias ao redor do distrito de Bama, norte do país

  • Comentários
  • AFP

Ao menos 60 pessoas morreram neste domingo em ataques no noroeste da Nigéria, no estado de Borno, indicou uma autoridade local, que acusou o grupo islamita radical Boko Haram. "Os responsáveis, que, sem dúvida, são insurgentes do Boko Haram, atacaram Amchaka e localidades vizinhas na manhã deste domingo, lançando bombas artesanais e ateando fogo às casas", denunciou Baba Shehu Gulumba, integrante do governo de Bama, à AFP.

"Abriram fogo contra os moradores que tentavam fugir, mataram 60 pessoas e feriram muitas outras", acrescentou Gulumba, em Maiduguri, capital do estado.

Os atentados ocorreram em Amchaka e em aldeias ao redor do distrito de Bama, realizados por homens ao bordo de kombis, motos e dois veículos blindados, destacou.

Outras fontes confirmaram o ataque, mas não apresentaram um balanço de vítimas. Os insurgentes também saquearam poços de água, cortando o acesso dos moradores, de acordo com Gulumba. Cerca de 400 estudantes de várias partes do estado deixaram de prestar exames para ingressar na universidade por medo de ataques de islamitas, segundo os responsáveis.

Bookmark and Share