Porto Alegre, segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

  • 14/04/2014
  • 17:27
  • Atualização: 07:55

Suspeito de provocar acidente pede mais um dia para se apresentar à polícia

Perícia é determinante para esclarecer se caminhoneiro assumiu risco de matar, explica delegada

  • Comentários
  • Samuel Vettori / Rádio Guaíba

Foi agendada para a tarde desta terça-feira a apresentação do caminhoneiro envolvido em acidente que matou quatro pessoas da mesma família, na quinta-feira da semana passada, em Caseiros, no Norte gaúcho. A apresentação era prevista, de início, para hoje. O condutor, que é suspeito de ter provocado a colisão teria executado uma manobra que, “sem dúvida, foi imprudente”, comentou a delegada Alessandra Crestani.

O trabalho da perícia auxiliará a polícia a identificar se houve também imperícia, o que pode configurar homicídio com dolo eventual (quando se assume o risco de matar). Por hora, a delegada prefere sustentar que houve homicídio culposo, o que configura uma pena mais branda em caso de condenação.

O caso

O condutor, que não teve o nome divulgado, seguia pela BR 285 e entrou à esquerda sem antes sair da pista e fazer o contorno em um ponto próprio de conversão. Na contramão, o caminhão se chocou com o Toyota Corolla usado pela família. A constatação é da Polícia Rodoviária Federal, disse a delegada.

O caminhoneiro fugiu do local do acidente por medo de ser agredido, segundo o empregador. A delegada relatou que, logo após o acidente, houve uma aglomeração de pessoas no entorno do local da colisão, indignadas com a morte. O proprietário do caminhão e empregador do condutor envolvido entregaram, na tarde de quinta-feira, a habilitação do suspeito.

Morreram Carlos Henrique Dal Piva, de três anos, o irmão caçula, Afonso Dal Piva, de dois meses, e os pais deles, Kassius Dal Piva, 32 anos, e Angela Dal Piva, de 25 anos. morreu a caminho do hospital. A família era de Ibiraiaras.

Bookmark and Share