Porto Alegre, terça-feira, 23 de Dezembro de 2014

  • 16/04/2014
  • 18:40
  • Atualização: 12:44

Advogado busca provas para reabrir inquérito sobre morte da mãe de Bernardo

Representante afirma que precisa que testemunhas confirmem depoimentos à polícia

  • Comentários
  • Samuel Vettori/Rádio Guaíba

O advogado da avó do menino Bernardo Uglione Boldrini, de 11 anos, tenta reunir indícios que motivem a polícia a reabrir o inquérito sobre a morte da mãe do garoto, em 2010. “Sempre houve esse interesse e a gente está buscando indícios de prova (de que não ela não cometeu suicídio)”, salientou. Questionado se há elementos para motivar a reabertura da investigação, ele garantiu existirem: “Basta as pessoas falarem (às autoridades) o que me falaram”, comentou.

• Leia mais sobre o caso Bernardo
• Bernardo procurou outra família antes de dar chance a pai, relata promotora

Na época, a investigação concluiu que Odelaine Uglione cometeu suicídio. Havendo indicações de que a morte foi provocada, a polícia pode reiniciar a investigação. "É preciso um fato novo", explicou o titular da Departamento de Polícia do Interior, delegado Valter Wagner. A mãe dela, Jussara Uglione, comentou ter dúvidas sobre a filha tirar a própria vida. "É questão de ser de novo examinada (a morte) para ver se (não foi provocada) por essa bandida que matou meu neto."

Bernardo teve o corpo encontrado na segunda-feira. Ele era considerado desaparecido desde 4 de abril. No dia seguinte o pai e a atual companheira dele participaram de uma festa e, no outro dia, registraram o desaparecimento do menino. A polícia, no entanto, trabalha com a hipótese de que ambos, com o auxílio de uma amiga da mulher, mataram o garoto.

Bookmark and Share