Correio do Povo

Porto Alegre, 31 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
17ºC
Amanhã
16º 26º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

17/04/2014 10:28 - Atualizado em 17/04/2014 10:44

Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começa na terça-feira

No Rio Grande do Sul, mais de 3,8 milhões de doses estarão disponíveis

Estado terá 700 mil dosses a mais para imunização este ano<br /><b>Crédito: </b> Gustavo Gargioni - Especial / Palácio Piratini / Divulgação / CP
Estado terá 700 mil dosses a mais para imunização este ano
Crédito: Gustavo Gargioni - Especial / Palácio Piratini / Divulgação / CP
Estado terá 700 mil dosses a mais para imunização este ano
Crédito: Gustavo Gargioni - Especial / Palácio Piratini / Divulgação / CP

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começa na terça-feira e se estende até 9 de maio. A vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no inverno passado (H1N1; H3N2 e influenza B), como recomenda a Organização Mundial da Saúde (OMS). 

A novidade da campanha deste ano é a ampliação do público-alvo infantil. Na edição passada, apenas as crianças de seis a 23 meses recebiam a vacina. Este ano a faixa etária foi estendida até os 4 anos. As crianças precisarão tomar duas doses da vacina, sendo a segunda administrada nos postos de saúde 30 dias após a primeira. Para os portadores de doenças crônicas é necessária a apresentação de prescrição médica com a indicação do imunizante. Mulheres no pós-parto devem apresentar algum documento que comprove terem dado à luz no período previsto pela campanha.

A vacina é segura e é a melhor forma de evitar doenças graves, internações ou mesmo óbitos por complicações associadas à gripe. Estudos demonstram que a imunização pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza. Pessoas febris, portadores de doenças neurológicas, com história de alergia grave relacionada a ovo e reação a doses anteriores devem consultar um médico antes de tomar a vacina.

No Rio Grande do Sul


Neste ano aumentou o número de vacinas disponíveis para o Rio Grande do Sul. São mais de 3,8 milhões de doses para a imunização, o que representa um aumento de 700 mil em comparação com o ano passado. Em 2013, foram vacinadas 3 milhões de pessoas no Estado.

Públic-alvo da campanha:

Crianças maiores de 6 meses e menores 5 anos: 593 mil

Pessoas acima dos 60 anos: 1,4 milhão

Gestantes: 103 mil

Puérperas (mulheres até 45 dias após o parto): 17 mil

Indígenas aldeados: 21 mil

Doentes crônicos: 1,2 milhão

O acréscimo nas doses neste ano é devido à ampliação na faixa etária das crianças, que agora passa a ser para até as menores de cinco anos, e uma parcela maior destinada às pessoas com doenças crônicas.

Os grupos prioritários são escolhidos levando em conta as pessoas com mais chances de desenvolver complicações a partir da gripe. A meta é alcançar uma cobertura de 80% em cada grupo. Também recebem a dose os indígenas que vivem em aldeias; os profissionais de saúde, que se vacinam nos próprios locais de trabalho; e a população privada de liberdade, devido aos altos índices de doenças respiratórias.

* Com informações da Secretaria da Saúde do RS

Bookmark and Share


Fonte: Agência Brasil






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.