Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 17/04/2014
  • 14:22
  • Atualização: 14:26

Papa lava os pés de doze deficientes nesta Quinta-feira Santa

Francisco sempre teve o hábito de celebrar a missa em prisões, hospitais, casas de repouso ou abrigos

Pontífice teve grande dificuldade para ajoelhar-se e levantar-se da almofada branca | Foto: Alberto Pizzoli / AFP / CP

Pontífice teve grande dificuldade para ajoelhar-se e levantar-se da almofada branca | Foto: Alberto Pizzoli / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O Papa Francisco cumpriu nesta Quinta-feira Santa o ritual do lava-pés em doze pessoas com deficiência, incluindo um menino líbio muçulmano, em uma cerimônia em uma igreja da periferia de Roma.

O pontífice, que teve grande dificuldade para ajoelhar-se e levantar-se da almofada branca em que se apoiava, derramou água, secou e beijou os pés de cada um dos doze escolhidos.

Francisco, aparentemente exausto, foi ajudado por dois assistentes, entre eles o encarregado das cerimônias, o monsenhor Guido Marini. "O legado que Jesus nos deixou é o de sermos servos uns dos outros", disse Francisco ao iniciar a cerimônia, que foi acompanhada por canções simples em italiano.

"Lavar os pés é um gesto simbólico, porque eram os escravos, os servos, os encarregados de lavar os pés dos convidados, porque naquela época as estradas eram de terra e, quando chegavam a uma casa, era necessário lavar os pés", explicou.

A cerimônia da Quinta-feira Santa comemora a Última Ceia de Jesus com os doze apóstolos antes de ser preso e condenado à morte.

O rito foi realizado na igreja da "Fondazione Don Carlo Gnocchi - Centro Santa Maria della Provvidenza", no bairro Casalotti-Boccea, nos arredores de Roma.

No ano passado, o papa argentino lavou os pés de um grupo de jovens detentos, incluindo o de duas meninas, na prisão para menores de Roma "Casal del Marmo" em uma cerimônia sem precedentes da Quinta-feira Santa.

Jorge Bergoglio sempre teve o hábito de celebrar a missa da Quinta-feira Santa com o lava-pés em prisões, hospitais, casas de repouso ou abrigos para pobres.

Bookmark and Share