Porto Alegre, sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

  • 18/04/2014
  • 09:51
  • Atualização: 09:52

Minissubmarino não encontra destroços do avião a 4,6 mil metros de profundidade

Voo MH370 desapareceu em 8 de março com 239 pessoas a bordo

  • Comentários
  • AFP

O minissubmarino utilizado nos trabalhos de busca do Boeing 777 da Malaysia Airlines atingiu nesta sexta-feira 4.695 metros, o que supera a profundidade recomendada pelos fabricantes, mas não encontrou nada. "Submergir a tal profundidades implica alguns riscos para o equipamento. Vigiamos as operações de perto", anunciou a Marinha americana, que participa nas buscas do voo MH370, desaparecido em 8 de março com 239 pessoas a bordo, quando seguia de Kuala Lumpur a Pequim.

Os dados obtidos durante a operação não mostram nada anormal no fundo do Oceano Índico em uma área que fica 2 mil quilômetros ao noroeste da cidade australiana de Perth. Como as primeiras missões não detectaram nada em particular, o Centro de Coordenação dos Trabalhos de Busca (JACC) decidiu submergir o Bluefin-21 além dos 4,5 milmetros de profundidade, limite recomendado pelo fabricante Phoenix International.

Bookmark and Share