Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 19/04/2014
  • 22:25

Domingo de Páscoa terá sol entre nuvens no RS

Dia começa frio em diversos pontos, mas tarde será agradável

  • Comentários
  • Metsul

O sol aparece no Rio Grande do Sul neste Domingo de Páscoa, mas se prevê a presença de nuvens no céu. Até a possibilidade de chuva não pode ser afastada no começo do dia no Nordeste do Estado. É alta a probabilidade de bancos localizados de nevoeiro entre a madrugada e o começo da manhã.

Ar mais frio cobrirá o Estado e os gaúchos vão ter uma jornada amena, que começa fria no Sul e no Oeste com marcas de até um dígito em alguns pontos, como na Campanha. Já a tarde será bastante agradável. Esfria rapidamente ao entardecer.

As mínimas podem atingir 7°C em Santana do Livramento e 9°C em Bagé. As máximas, por sua vez, devem alcançar 25°C em Santa Cruz do Sul. Em Porto Alegre, os termômetros variam entre 15°C e 25°C.

O sol aparece no Rio Grande do Sul durante a segunda-feira, apesar de algumas nuvens no céu. O amanhecer, frio, terá nevoeiro localizado. Não se descarta chuva isolada na Metade Norte da tarde para a noite.

O último registro semanal disponível de anomalia de temperatura da superfície do mar (TSM) no Pacífico Equatorial Central acusou +0,3ºC. Logo, abaixo do valor mínimo de +0,5ºC de território de El Niño. Ocorre que para se configurar um evento de El Niño, a anomalia de TSM da região central e Leste do Pacífico Equatorial deve se manter acima de 0,5ºC por um longo período. É o que está prestes a ocorrer.

A MetSul Meteorologia prevê que nas próximas semanas sejam observados os estágios iniciais de um episódio de El Niño, o primeiro desde 2009/2010. Isso porque grande quantidade de água mais quente que o normal que está no fundo do oceano começará a emergir na superfície, fazendo com que as anomalias superficiais tenham uma importante elevação.

A intensidade do El Niño nos próximos meses ainda é matéria de debate. Modelos sugerem um evento, ao menos, moderado. Alguns pesquisadores, contudo, já especulam a possibilidade de ser um episódio até forte e o mais intenso desde o Super El Niño de 1997/1998.

Bookmark and Share