Porto Alegre, segunda-feira, 22 de Dezembro de 2014

  • 21/04/2014
  • 19:05
  • Atualização: 19:19

Paralisação pode se estender a todos os operários da obra do Aeroporto Salgado

Funcionários de empreiteira estão parados há sete dias em função de atraso nos salários

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

A paralisação dos operários da Construtora Espaço Aberto, uma das empresas responsáveis pelas obras do terminal de passageiros do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, pode se estender para as demais empreiteiras caso os trabalhadores não recebam os salários atrasados. Cerca de 50 operários da Espaço Aberto cruzaram os braços desde a última terça-feira. A greve entrou hoje no sétimo dia.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Construção Pesada do Estado (Siticepot), Isabelino dos Santos, disse que alguns funcionários já receberam o salário de abril e a multa pelo atraso no pagamento referente a março. Conforme ele, a empresa, no entanto, não contatou com o sindicato. Isabelino explica que, além do pagamento de atrasados, a categoria exige melhorias nas condições de trabalho. A pauta de reivindicações envolve mudanças no refeitório e na alimentação fornecida, mais segurança no canteiro de obras, melhores alojamentos, entre outras demandas.

A empresa afirmou que os salários já foram depositados, mas houve problemas nas transferências bancárias de alguns funcionários, que estão sendo solucionados.

A maior parte dos carpinteiros e ferrreiros contratados para o projeto são naturais do Ceará e Piauí. Por isso, eles pedem garantias de poderem viajar aos locais de origem para visitar familiares a cada três meses.

Bookmark and Share