Correio do Povo

Porto Alegre, 1 de Outubro de 2014


Porto Alegre
Agora
19ºC
Amanhã
13º 20º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

22/04/2014 07:48 - Atualizado em 22/04/2014 08:13

Recuperação da ERS 122 e da ERS 240 começa nesta terça

Obras serão executadas com recursos do pedágio de Portão

Segundo EGR, R$ 27 milhões serão investidos nas vias<br /><b>Crédito: </b> Stephany Sander / Especial / CP
Segundo EGR, R$ 27 milhões serão investidos nas vias
Crédito: Stephany Sander / Especial / CP
Segundo EGR, R$ 27 milhões serão investidos nas vias
Crédito: Stephany Sander / Especial / CP

Os municípios por onde passam a ERS 122 e a ERS 240 devem receber a partir desta terça-feira obras prioritárias, com recursos do pedágio localizado na 240, em Portão. Uma audiência pública, realizada nessa quinta-feira, na Câmara de Vereadores de Capela de Santana, reuniu representantes de cidades da região e integrantes do Conselho Comunitário de Região de Rodovia Pedagiada, além do presidente da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), Luiz Carlos Bertotto.

Segundo ele, os R$ 27 milhões já estão em caixa, provenientes da arrecadação do pedágio e que serão investidos nas duas rodovias. "Alguns serviços já estão sendo realizados, como roçadas, pinturas e obras emergenciais. Um deles é o conserto da ponte sobre o rio Caí, próximo à cidade de Bom Princípio, que está interditada desde outubro do ano passado", salientou Bertotto, explicando que ainda deve ser refeita toda a parte superior da ponte.

A licitação já foi realizada, e o trabalho deve durar seis meses. Agora, após o feriado da Páscoa, terá início a recuperação do asfalto das duas rodovias. "Serão recuperados, primeiramente, os trechos mais necessitados em Montenegro e perto do acesso à Capela de Santana", destacou.

Moradores que vivem no trecho próximo de Capela de Santana realizaram um protesto nesse sábado. O motivo foi a falta de segurança no local, tendo em vista que, no último dia 25 de março, um morador de 63 anos morreu atropelado no trecho. "Este local não tem fiscalização, mal tem sinalização e acostamento. Além disso, os carros passam muito rápido", salienta a moradora Gleidi Klein. Cerca de 50 pessoas se concentraram no km 28 da ERS 240 solicitando a instalação de controladores de velocidade, redução da velocidade máxima de 80 quilômetros por hora para 60 km/h e a colocação de tachões de divisão na pista.

Sobre esta demanda, a EGR afirma que a sinalização e implementação de alguns itens de segurança já estão previstos nas melhorias que iniciam nesta terça-feira, mas, quanto à redução da velocidade, o pedido deve ser feito ao Daer que é o órgão competente. Segundo Bertotto, ainda este ano será implantada uma nova faixa na 240, próximo ao bairro Scharlau, em São Leopoldo, para que condutores que seguem pela via possam ingressar direto na BR 116.

Bookmark and Share



Fonte: Stephany Sander / Correio do Povo






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.