Correio do Povo

Porto Alegre, 22 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
26ºC
Amanhã
14º 23º


Faça sua Busca


Notícias > Internacional

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

22/04/2014 08:30 - Atualizado em 22/04/2014 08:32

Pesquisa mostra que 60% dos japoneses são a favor da caça à baleia

No entanto carne de baleia não é um elemento regular da dieta japonesa

Uma pesquisa de opinião feita pelo jornal liberal japonês Asahi Shimbun divulgada nesta segunda-feira mostra que 60%,das 1.756 pessoas ouvidas, apoiam o programa de caça à baleia no país, contra 23% que se manifestaram contra. No entanto, penas 14% admitem comer carne de baleia.

Na pesquisa, questionados sobre a regularidade com que comem carne de baleia, apenas 4% disseram "às vezes", enquanto outros 10% disseram fazê-lo "muito raramente". Cerca de metade dos entrevistados (48%) disse não comer "há muito tempo", enquanto 37% nunca sequer provaram. Embora não seja difícil de encontrar no Japão, a carne de baleia não é um elemento regular da dieta japonesa.

O trabalho é apresentado menos de um mês depois de o Tribunal Internacional de Justiça ter determinado o cancelamento do programa dos baleeiros japoneses na Antártica, por considerar uma atividade comercial disfarçada de missão científica com vista a contornar a lei internacional. O Japão quer redesenhar a sua missão de caça à baleia na Antártica, a fim de a tornar "mais científica", e confirma que pretende prosseguir, com uma segunda atividade de investigação no Pacífico Norte, para onde devem zarpar, no próximo sábado, os baleeiros japoneses, iniciando a campanha anual.

Além desse segundo programa de pesca científica, o Japão continua a capturar para fins comerciais, espécies menores de cetáceos, incluindo golfinhos.

Bookmark and Share


Fonte: Agência Brasil






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.