Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

  • 22/04/2014
  • 16:30
  • Atualização: 16:51

Depoimento de jovem reforça tese de incêndio acidental em Gravataí

Filha de 15 anos de uma das vítimas disse esqueceu uma vela acesa

  • Comentários
  • Camila Kila / Rádio Guaíba

A Polícia Civil investiga a origem do incêndio que matou um homem e as duas filhas em Gravataí, na manhã desta terça-feira. Inicialmente, havia duas hipóteses: acidente ou fogo criminoso. O chefe de investigação da 1ª Delegacia de Polícia do município, Jair Gonçalves, fala que o depoimento de outra filha da vítima reforçou a tese de incêndio acidental.

Conforme ele, a jovem de 15 anos informou ter esquecido uma vela acesa, que ao cair, atingiu uma cortina e o fogo acabou se espalhando pela casa. Ainda assim, a perícia é aguardada para confirmar a versão da adolescente. Até lá, a polícia segue apurando informações repassadas por testemunhas, que apontaram um casal como possível autor do incêndio.

O incêndio ocorreu em uma casa na rua Paulo Finck, no bairro Rincão da Madalena, na última madrugada. Gledson dos Santos, de 32 anos, Érica dos Santos, de 10, e Viviane dos Santos, de 12, morreram no local. A esposa de Gledson, um filho do casal, de oito anos, e a jovem de 15 conseguiram fugir.

Bookmark and Share