Correio do Povo

Porto Alegre, 23 de Agosto de 2014


Porto Alegre
Agora
21ºC
Amanhã
22º 34º


Faça sua Busca


Notícias > Geral > Transporte Público

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

23/04/2014 17:12 - Atualizado em 23/04/2014 17:30

Plano em estudo prevê mais dez estações de catamarã em Porto Alegre

Pontos que poderão receber embarcações devem ser definidos em maio

Além de prever para maio o início da operação da travessia do Catamarã entre o município de Guaíba e Porto Alegre, no Barra Shopping Sul, junto ao bairro Cristal, a Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan) revelou nesta quarta-feira estar estudanto, junto da EPTC, da Marinha e da Superintendência de Portos e Hidrovias, a criação de mais dez canais de navegação e pontos de embarque e desembarque. No Centro Histórico, a intenção é ampliar o serviço já prestado.

O grupo de trabalho estima concluir o Plano Hidroviário, com a definição desses pontos, até o fim do ano. Em uma reunião com representantes de órgãos ambientais, no próximo dia 6, devem ser definidos quais pontos podem receber as estações de catamarã.

Os estudos serão feitos a partir de 11 pontos pré-determinados, considerando fatores como comércio, arquitetura e integração urbanística. Para o superintendente da Metroplan, Oscar Escher, são inúmeras as vantagens do transporte hidroviário.

"É possível transportar mais com menos embarcação. O modal requer menos combustível, emitindo menos poluentes. É mais barato, pois não existe perda, como acontece nas estradas, mas o principal benefício para o usuário é a mobilidade, a integração da Capital e com a Região Metropolitana", afirmou.

Confira os pontos que podem ser incluídos no Plano Hidroviário:

1) Rio Gravataí:
Catamarã pode levar passageiros até a ponte rodoviária da BR 116. O transporte pode servir de alternativa para o acesso ao complexo comercial e de lazer da Arena do Grêmio e dos bairros do entorno.

2) Ilha da Pintada:
O cais da colônia de pescadores pode virar ponto de embarque a menos de 4 quilômetros do cais do armazém B3, junto ao Mercado Público no Centro Histórico.

3) Ilha dos Marinheiros:
Ali, pode ser implantado um ponto em local privilegiado para atendimento em caso de pane no vão móvel.

4) Centro Histórico:
O cais junto ao armazém B3, ao Mercado Público e à Estação Mercado da Trensurb, já é utilizado pelo transporte hidroviário metropolitano. A ideia é ampliar o uso, a partir da expectativa de geração de 10 mil empregos na região do Cais Mauá, revitalizado.

5) Avenida Ipiranga:
A implantação de uma estação hidroviária junto à foz do Arroio Dilúvio permite o acesso a partir da orla pela avenida Ipiranga até as avenidas Borges de Medeiros e Praia de Belas, onde estão o Shopping Center Praia de Belas e prédios públicos dos poderes Judiciário e Executivo.

6) Menino Deus:
Na sede do Inter, na avenida Padre Cacique, há condições de se implantar uma estação hidroviária, que pode servir de modal de acesso alternativo ao complexo esportivo, além do atender os moradores do bairro Menino Deus.

7) Vila Assunção:
A estação hidroviária pode se situar junto à avenida Guaíba, no antigo cais, onde hoje fica a estação do Corpo de Bombeiros, ou no ponto reurbanizado onde foi demolido o Bar Timbuca.

8) Tristeza:
No prolongamento de algumas vias que vão até a beira do Guaíba é possível instalar uma estação hidroviária. Apesar das restrições de espaço físico, o acesso a pé ou de bicicleta é facilitado.

9) Ipanema:
As vias ligando a zona Sul de Porto Alegre ao Centro Histórico mantêm um ponto de estrangulamento no bairro Ipanema, em função da proximidade dos morros com o Guaíba. Isso torna o local um ponto privilegiado para a implantação de uma estação hidroviária que não apenas atenda ao próprio bairro, mas que se constitua em terminal multimodal ao se conectar com a rede de transporte público. A estação hidroviária deve se localizar em ponto a ser definido junto à praia, nas proximidades da avenida Osvaldo Gonçalves Cruz.

10) Belém Novo:
Pode ser implantada estação hidroviária no cais já existente, que fica próximo à área urbanizada e próximo ao itinerário das linhas de ônibus que atendem o bairro.

11) Lami:

Pode ser implantada estação hidroviária em um ponto a ser definido junto à orla.

Bookmark and Share

Fonte: Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.