Correio do Povo

Porto Alegre, 30 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
15ºC
Amanhã
17º 24º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

24/04/2014 15:23 - Atualizado em 24/04/2014 15:28

DMLU registra mais de 1,5 mil manutenções em contêineres em menos de três anos

Desde junho do ano passado, 175 passaram por reparos e 30 tiveram que ser substituídos após danos em manifestações

Desde a instalação dos primeiros contêineres de lixo orgânico em Porto Alegre, em julho de 2011, até agora, o Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU) registrou 1.536 manutenções. Os procedimentos foram realizados em 1,2 mil equipamentos nos próprios locais, sem necessidade de retirada. Entre os reparos estão substituição de molas, cabos, amortecedores, alça e pedal. O diretor do DMLU, André Carús, explica que parte dos serviços ocorreram devido à desgastes em função do tempo de uso. Outros, porém, foram alvo de vandalismo.

Desde junho de 2013, quando tiveram início os protestos na Capital, 175 contêineres foram danificados ou incendiados e precisaram de uma manutenção mais pesada. Eles foram removidos do local e passaram por nova pintura para poder voltar a operar. Outros 30 tiveram de ser substituídos. Apesar da necessidade de manutenção constante, Carús esclarece que não há custos para o DMLU, já que o serviço é prestado pela empresa que forneceu os equipamentos, conforme previsto no contrato.

Além de casos de vandalismo, o DMLU também registra uso inadequado dos contêineres, com depósito de lixo seco no local onde devem ser depositados apenas resíduos orgânicos. Carús fala que não há previsão de instalação de equipamentos semelhantes para lixo seco, já que a Capital mantém coleta seletiva em todos os bairros duas vezes por semana e três vezes no Centro.

Licitação para 5 mil lixeiras sai em maio

A fim de contribuir com a limpeza das ruas e o cumprimento do novo Código Municipal de Limpeza Urbana, que prevê multa para quem descartar resíduos em local inadequado, o DMLU providencia a instalação de mais 5 mil lixeiras. Após a confirmação da origem dos recursos, previstos em R$ 1,2 milhão, o edital de licitação deve ser lançado, em maio. Segundo o diretor, os equipamentos serão disponibilizados para reposição de outros danificados, em locais como a região Central, e também em pontos da zona Sul, onde houve aumento na circulação de pessoas.

Bookmark and Share


Fonte: Camila Kila / Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.