Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 24/04/2014
  • 23:50
  • Atualização: 23:52

RS terá dia de céu aberto e manhã ainda mais fria nesta sexta-feira

Mínimas de um dígito serão registradas em diversos pontos, com chance de geada na Campanha

  • Comentários
  • Metsul

O sol predomina no Rio Grande do Sul com períodos de céu claro ou escassa cobertura de nuvens nesta sexta-feira. Em pontos da Serra e dos Aparados pode haver maior nebulosidade durante parte do dia. Ar mais frio cobre o Estado e com isso o amanhecer será de temperatura ainda menor que nos últimos dias na maioria das regiões.

Até geada fraca e em pontos isolados pode ocorrer na Campanha. Com o maior resfriamento, maior número de locais deve ter presença de nevoeiro entre a madrugada e o começo da manhã. Com o sol, a tarde será amena, mas esfria acentuadamente à noite.

As mínimas rondam 4°C em Santana do Livramento e 6°C em Bagé. As máximas, por sua vez, podem atingir 24°C em Santa Rosa. Em Porto Alegre, os termômetros variam entre 10°C e 22°C.

O clima e a dengue

O governo federal celebra a queda dos casos de dengue no primeiro trimestre. Foram 215.169 notificações contra 921.716 em 2013, redução de quase 77%. O número de casos graves da doença caiu 80%. Já as mortes diminuíram 87%. No Rio Grande do Sul, ao contrário, os casos subiram de 307 no ano passado para 410 este ano.

O governo atribui o forte recuo da dengue no Brasil aos avanços na rede pública e à maior conscientização popular, mas a realidade é outra. O que determinou uma extraordinária diferença de um ano para outro foi fator que autoridade nenhuma controla: o clima.

Grande parte do Brasil, e não foi o caso do Rio Grande do Sul, teve um verão seco. Menos chuva, menos umidade, menos mosquitos. Por trás do recuo da dengue está a mesma causa da falta de água em São Paulo e a crise energética que agora pesa junto aos bolsos de milhões de brasileiros: a falta de chuva.


Bookmark and Share