Porto Alegre, domingo, 23 de Novembro de 2014

  • 25/04/2014
  • 07:41
  • Atualização: 07:57

Após 25 dias, cão reencontra dono em Passo Fundo

Morador de rua recebeu alta de hospital e deve passar 90 dias em albergue

Homem e cão ficarão em albergue por três meses | Foto: Acácio Silva / Especial / CP

Homem e cão ficarão em albergue por três meses | Foto: Acácio Silva / Especial / CP

  • Comentários
  • Acácio Silva / Correio do Povo

O vira-latas Seco está de casa nova, ao menos pelos próximos três meses, depois de esperar durante 25 dias em frente ao Hospital da Cidade, de Passo Fundo, onde seu dono, Lauri da Costa, esteve internado. Nessa quinta-feira, o morador de rua, de 55 anos, teve alta da instituição após se submeter a um tratamento contra um câncer de pele. Ao deixar o local, Costa foi festejado pelo amigo, que o aguardava em frente ao HC, assim como fez durante todo o tempo de hospitalização do dono.

• Cão aguarda dono em frente a hospital de Passo Fundo

A amizade entre o homem e o cão chamou atenção das pessoas que passavam diariamente pelo estabelecimento. No local, Seco recebeu cuidados, como alimentação e agasalhos, de funcionários e de moradores da cidade. Ao receber alta, Lauri da Costa foi para o albergue Madre Teresa de Calcutá, mantido pela Prefeitura de Passo Fundo. Ele somente aceitaria ir para o abrigo se pudesse levar junto o Seco. A direção aceitou o pedido e o cachorro vai dividir a casinha com uma vira-latas que vive na instituição.

O albergue é uma casa de passagem, onde as pessoas podem ficar por apenas três dias, mas, como Costa precisa de tratamento e de acompanhamento de profissionais de saúde, foi aberta uma exceção. O coordenador da instituição, Eduardo Camargo, disse que o homem poderá ficar por 90 dias, assim como o amigo Seco.

Bookmark and Share