Porto Alegre, terça-feira, 21 de Outubro de 2014

  • 25/04/2014
  • 13:31
  • Atualização: 19:55

Bernardo já estava morto ao ser enterrado, atesta IGP

Análise dos pulmões e traqueia do menino não mostra terra nos órgãos

  • Comentários
  • Correio do Povo

A Polícia Civil confirmou nesta sexta que o Instituto Geral de Perícias (IGP) enviou para a delegacia da Polícia Civil de Três Passos um laudo da análise dos pulmões e da traqueia de Bernardo Boldrini. O documento aponta que não foi encontrado vestígio de terra nestes órgão e que, portanto, o menino já estava morto ao ser enterrado em uma cova, em Frederico Westphalen. 

• Leia mais sobre o caso Bernardo Boldrini

A titular da Delegacia de Polícia de Três Passos, Caroline Bamberg Machado, responsável pela investigação do caso, disse na tarde de quarta-feira que 80% do inquérito do caso está concluído. Ela ainda reiterou a certeza de participação dos três suspeitos presos no assassinato do menino, o pai da vítima, Leandro Boldrini; a madrasta, Graciele Ugulini; e a amiga do casal, Edelvania Wirganovicz.

Bookmark and Share