Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 25/04/2014
  • 18:41
  • Atualização: 23:14

De cada três homicídios em Porto Alegre, um ocorre em Territórios de Paz

Coordenador garante que não há toque de recolher, mas admite conflito armado entre traficantes

  • Comentários
  • Samuel Vettori / Rádio Guaíba

Os quatro Territórios de Paz - nos bairros Santa Teresa, Rubem Berta, Lomba do Pinheiro e Restinga - criados para reduzir a criminalidade nos pontos mais violentos de Porto Alegre registraram, em 2012 e 2013 -, um em cada três assassinatos ocorridos na Capital, o que dá 33,3%. Antes da implantação do projeto, em 2011, nos mesmos locais ocorriam 42% dos homicídios.

Um suposto toque de recolher que assustou moradores da zona Sul de Porto Alegre nesta semana. O coordenador dos Territórios da Paz no Estado, Robério Garay Correa, admite que a região de conflito é parte do projeto implantado no Morro Santa Teresa. Correa garante, no entanto, que não houve determinação partindo de criminosos para que escolas e postos de saúde fechem.

Na avaliação do coordenador, a disputa por pontos de tráfico de drogas deixa a população com medo. Segundo ele, a briga corre porque a polícia está prendendo traficantes e outros querem assumir o comando.

Na tarde desta sexta-feira, as unidades de saúde e escolas operaram com normalidade, de acordo com a Prefeitura da Capital e o Piratini. Durante a manhã, a reportagem do Correio do Povo constatou poucas pessoas circulando nas ruas. O comandante do Território de Paz Santa Tereza, major José Carlos Pacheco, do 1º BPM, informou que 90 policiais atuam no local.

Bookmark and Share