Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

  • 28/04/2014
  • 13:32
  • Atualização: 13:38

Servidores da Polícia Civil pedem o ingresso imediato de 1,4 mil aprovados em concurso

Campanha “Acadepol para todos já” foi apresentada aos deputados com objetivo de sensibilizá-los para que se mobilizem

  • Comentários
  • Correio do Povo

O Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Rio Grande do Sul (Sinpol-RS) defendeu nesta segunda-feira que sejam chamados para ingressarem na corporação os 1,4 mil aprovados no concurso para inspetor e escrivão ao invés dos 700 previstos para maio. Acompanhada de dezenas de candidatos classificados, a presidente da entidade, Ilorita Cansan, compareceu pela manhã na audiência pública na Comissão de Segurança e Serviços Públicos da Assembleia Legislativa que tratou da questão, entre outras pautas. A campanha “Acadepol para todos já” foi apresentada aos deputados com o objetivo de sensibilizá-los para que se mobilizem, junto ao governo estadual, visando o aproveitamento de todos os concursados que obtiveram aprovação.

Ilorita Casan lembrou da existência da falta de efetivo na Polícia Civil como justificativa para o aproveitamento integral dos candidatos aprovados. Em maio devem ser chamados 350 para o cargo de inspetor outros 350 para o cargo de escrivão, totalizando 700. De acordo com a presidente do Sinpol-RS, os outros 700 poderiam ser chamados em novembro. Ilorita avaliou que o governo economizaria até em não fazer um novo concurso no futuro e amenizaria a saída em torno de 300 servidores que estarão se aposentando até o final deste ano. A campanha “Acadepol para todos já” também está nas redes sociais, onde pode-se inclusive assinar uma petição pública e já conta com mais de 10 mil assinaturas.

Já o diretor Jurídico Político do Sinpol-RS, Mário Flanir Oliveira Martins, revelou alguns dados da realidade da Polícia Civil. Segundo ele, a corporação possui atualmente 5.456 servidores. “Em 1985 haviam 6.289”, comparou. O ingresso de 1,4 mil aprovados, afirmou, apenas chegaria ao mesmo patamar de 30 anos atrás, recordando que a população aumentou em contrapartida.

Bookmark and Share