Correio do Povo

Porto Alegre, 26 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
7ºC
Amanhã
18º


Faça sua Busca


Notícias > Política

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

28/04/2014 19:56

Presidente estadual do PMDB desconhece suposta desistência de Simon ao Senado

Partido só vai procurar outro candidato quando senador formalizar decisão

Pedro Simon confirmou no fim de semana a desistência da tentativa de reeleição <br /><b>Crédito: </b> Geraldo Magela/ Agência Senado / CP
Pedro Simon confirmou no fim de semana a desistência da tentativa de reeleição
Crédito: Geraldo Magela/ Agência Senado / CP
Pedro Simon confirmou no fim de semana a desistência da tentativa de reeleição
Crédito: Geraldo Magela/ Agência Senado / CP

O presidente estadual do PMDB, Edson Brum, afirmou nesta segunda-feira desconhecer o posicionamento do senador Pedro Simon, que no fim de semana disse à imprensa ter se definido pelo fim da vida pública e confirmou desistência da tentativa de reeleição. “Apenas soube (disso) através da imprensa. Por enquanto, para o partido, ele segue sendo o nosso candidato”, declarou Brum. O entendimento do dirigente é de que o PMDB só vai pensar em outro nome quando Simon formalizar a decisão.

No PMDB, as mudanças de posicionamento do senador geraram constrangimento interno já que, depois de Simon ter anunciado, no ano passado, que não tinha planos de concorrer, o ex-governador Germano Rigotto colocou-se à disposição do partido. Em 2014, em um suposto recuo da decisão, o senador voltou a cogitar a possibilidade de disputar a reeleição. A indecisão levou Rigotto a redigir uma carta declarando falta de interesse em representar o partido no pleito.

Outra situação envolvendo a candidatura ao Senado é a política de composição para alianças em torno de José Ivo Sartori, que vai concorrer ao Palácio Piratini. O PSB quer espaço na chapa majoritária e, ao descartar a indicação para vice, mostra predileção para a vaga de senador. Para os socialistas já existe até um nome a ser indicado - o do deputado federal Beto Albuquerque. Entretanto, lideranças do PSB garantem não haver pressão e dizem que o apoio a Sartori não está condicionado a inclusões na majoritária. A ideia é deixar o cargo de vice a outros eventuais aliados, como o PPS e o PSD.

Bookmark and Share


Fonte: Voltaire Porto / Rádio Guaíba






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.