Porto Alegre, segunda-feira, 24 de Novembro de 2014

  • 28/04/2014
  • 22:19
  • Atualização: 22:23

CEEE garante repasse maior dos lucros e servidores avaliam fim da greve

Assembleia na quarta-feira poderá definir o fim das paralisações dos eletricitários

  • Comentários
  • Rádio Guaíba

Com a garantia judicial de um repasse maior da fatia de lucro da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), os eletricitários em greve desde 31 de março discutem o futuro do movimento em uma assembleia na manhã da próxima quarta-feira. O acordo foi alinhavado em uma mediação ocorrida no fim da tarde desta segunda-feira no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT4).

Se as cláusulas forem aprovadas pela categoria, o retorno ao trabalho deve ser imediato. Também por decisão judicial, os eletricitários mantêm 70% do efetivo trabalhando em setores emergenciais desde o início de abril. Nos setores operacionais e no call center, o efetivo é de 60% e, nas demais áreas, de 30%.

A proposta encaminhada prevê o pagamento dividido do Programa de Participação nos Resultados (PPR) de 2013: 75% em dinheiro, em dez parcelas (o que representa quase R$ 2,6 mil por empregado) e 25% em folgas. Já o PPR de 2014 deve ser pago 40% em dinheiro e 60% em folgas. Até então, a CEEE oferecia 50% do PPR de 2013 em dinheiro, o que foi rejeitado, nessa manhã, pelos trabalhadores.

As demais cláusulas já haviam sido acordadas pela empresa e o Senergisul, em 25 de abril. Dentre elas, o reajuste salarial de 5,38% (INPC), R$ 320 de reembolso no plano de saúde e vale-alimentação de R$ 850. Durante a reunião de conciliação, grevistas bloquearam, no sentido bairro-Centro, duas das três faixas da avenida Praia de Belas, em frente ao TRT4, junto ao cruzamento com a Ipiranga.

Bookmark and Share