Porto Alegre, quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

  • 29/04/2014
  • 12:27
  • Atualização: 13:11

Turbulência em voo gera pânico entre passageiros da Copa Airlines

Piloto precisou desviar rota de avião que partiu do Rio de Janeiro com destino ao Panamá

  • Comentários
  • Correio do Povo

Passageiros da companhia aérea Copa Airlines viveram momentos de pânico durante o voo CN215, que partiu do Rio de Janeiro, ao meio-dia dessa segunda-feira, com destino ao Panamá, na América Central. O avião sofreu uma forte turbulência e o piloto precisou desviar a rota por cerca de 30 minutos.

Um dos passageiros é o gaúcho Jairo Winck Jr., 41 anos, que narrou, via Facebook, os minutos de pavor que viveu junto com a mãe Carmen Lúcia Caiaffo Winck, de 68 anos. “Não tenho medo de avião, já voei para tudo que é lugar, mas nunca tinha vivido algo sequer semelhante... Pensa em medo!”, descreveu ele na página.


Imagem do monitor individual de passageiros mostra a mudança de rota do avião | Foto: Jairo Winck Jr. / Facebook / Especial / CP

De acordo com Winck, depois de cinco horas de voo o comandante tentou avisar aos passageiros sobre uma área de turbulência que viria à frente, mas não conseguiu nem mesmo terminar a frase. “O avião teve uma queda absurda de mais de 10 ou 15 segundos. Suficientes para as pessoas descolarem do banco e começar a gritaria no avião”, relatou ele.

O avião teria estabilizado e, em seguida, entrado em uma queda livre maior do que a primeira. “Consegui afivelar o cinto na mãe, que nem falava mais”, contou ele sobre os segundos antes da segunda queda. De acordo com Winck, as pessoas gritavam dentro do avião e os carrinhos de comida iam de um lado para o outro da aeronave.

Um terceiro momento de pânico veio: “o avião chegou a embicar para baixo e nesta hora pensei: 'agora acabou, não tem mais volta' ”. Ele contou que a queda durou bastante, mas não tem noção de quanto, e relatou que o momento foi "apavorante”.

O piloto recuperou o controle da aeronave, mas precisou desviar o voo por cerca de 30 minutos e aterrissou em segurança no Panamá. Até o meio-dia desta terça-feira a empresa Copa Airlines, com sede em São Paulo, não tinha sido comunicada do incidente.

Bookmark and Share