Correio do Povo

Porto Alegre, 26 de Julho de 2014


Porto Alegre
Agora
13ºC
Amanhã
18º


Faça sua Busca


Notícias > Geral

ImprimirImprimir EnviarEnviar por e-mail Fale com a redaçãoFale com a redação Letra Diminuir letra Aumentar Letra

29/04/2014 13:33 - Atualizado em 29/04/2014 13:34

Caseiro é preso por participação na morte de coronel no Rio

Rogério Pires confessou envolvimento no assassinto de Paulo Malhães

O caseiro do tenente-coronel da reserva Paulo Malhães, Rogério Pires, foi preso na manhã dessa terça-feira, 29, por participação no latrocínio (roubo seguido de morte) do militar. Ele confessou ter participado do crime durante depoimento aos policiais da Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). O delegado William Medeiros, um dos responsáveis pelas investigações dará entrevista coletiva nesta tarde para detalhar o caso.

Malhães, que há um mês declarou ter participado de prisões e torturas durante a ditadura militar, foi encontrado morto na semana passada, no sítio em que morava, em Nova Iguaçu (Baixada Fluminense).

De acordo com o delegado-titular da DHBF, Pedro Henrique Medina, em entrevista à rádio CBN, Pires se contradisse durante o depoimento. A principal motivação do crime era realmente o roubo das armas e não homicídio por vingança ou queima de arquivo, hipóteses levantadas logo que o militar foi morto no sítio na zona rural de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, na quinta.

O caseiro, que ficou em um quarto separado da viúva Cristina Batista Malhães e do coronel, não era o homem encapuzado que participou da ação. Os outros dois homens que invadiram a casa já foram identificados, mas os retratos falados ainda não foram divulgados.

Bookmark and Share  

Fonte: AE






O que você deseja fazer?

Busca

EDIÇÕES ANTERIORES

Acervo de 09 de Junho de 1997 a 30 de Setembro de 2012. Para visualizar edições a partir de 1 de Outubro de 2012, acesse a Versão Digital do Correio do Povo. No menu, acesse “Opções” e clique em “Edições Anteriores”.