Porto Alegre, quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

  • 29/04/2014
  • 14:37
  • Atualização: 15:17

Frota da Brigada Militar será rastreada por GPS

Monitoramento permitirá saber onde estão as viaturas e quais as mais próximas para atender uma ocorrência

Tenente-coronel Nádia Rodrigues Silveira Gerhard,diz que o GPS é uma ferramenta a mais de gestão | Foto: Mauro Schaefer

Tenente-coronel Nádia Rodrigues Silveira Gerhard,diz que o GPS é uma ferramenta a mais de gestão | Foto: Mauro Schaefer

  • Comentários
  • Correio do Povo

O comandante-geral da Brigada Militar, coronel Fábio Fernandes, anunciou nesta terça-feira que toda a frota da Brigada Militar será rastreada por GPS. “É um trabalho importante. A intenção é de que todas as unidades tenham capacidade pois hoje existe tecnologia à disposição. Estamos aumentando os esforços para usá-la”, afirmou, referindo-se ao lançamento oficial do sistema de georeferenciamento de viaturas, que está valendo desde segunda no 19º BPM na Capital.

A comandante do 19º BPM, tenente-coronel Nádia Rodrigues Silveira Gerhard, explicou que as 45 viaturas do batalhão receberam o equipamento. “É um conjunto de benefícios que teremos a partir do momento em que for planejada a execução do policiamento e vamos poder fiscalizar se ela foi efetivamente cumprida”, esclareceu, acrescentando que o custo-beneficio compensa pois haverá redução, por exemplo, de gastos de combustível e redução no número de acidentes com viaturas. “É uma ferramenta a mais de gestão”, resumiu.

Para a tenente-coronel, o monitoramento por GPS permitirá que o comando saiba onde estão as viaturas e quais as mais próximas para atender uma ocorrência, realizar uma perseguição, fazer um cerco ou aproximação, acompanhando ainda em tempo real as ações do efetivo nas ruas. O mapeamento em tempo real da frota não é novidade para ela pois, quando comandou o CRPO do Vale do Taquari, com 35 municípios, já havia implantado com sucesso o sistema.

O secretário estadual da Segurança Pública, Airton Michels, também destacou a importância do GPS. “Isso vai otimizar a atividade policial, deixando mais rápido a prestação do serviço e permitindo que seja fiscalizado e controlado pelo comando”, afirmou.

A informção foi divulgada durante a 4ª Conferência Internacional de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) para a Segurança Pública, realizada em Porto Alegre.


Bookmark and Share