Porto Alegre, sábado, 1 de Novembro de 2014

  • 30/04/2014
  • 08:09
  • Atualização: 08:20

Ucrânia está em “alerta total” para possível invasão russa

Putin acredita que tem direito a enviar tropas para fronteira

Rússia pôs, em março, cerca de 40 mil soldados na fronteira com a Ucrânia | Foto: Vasily Maximov / AFP / CP

Rússia pôs, em março, cerca de 40 mil soldados na fronteira com a Ucrânia | Foto: Vasily Maximov / AFP / CP

  • Comentários
  • Agência Brasil

As Forças Armadas da Ucrânia estão em “alerta total” para uma possível invasão das tropas da Rússia que estão na fronteira, disse nesta quarta-feira o presidente interino, Oleksandr Turchinov, durante reunião ministerial em Kiev. “As nossas Forças Armadas estão em alerta de combate total”, acrescentou. “A ameaça de a Rússia iniciar uma guerra contra a Ucrânia continental é real”.

O presidente interino faz a afirmação no momento em que a polícia e o Exército ucranianos parecem fazer poucos progressos na operação lançada no Leste do país para conter as forças pró-russas que têm tomado edifícios administrativos em várias cidades. Turchinov lembrou na reunião que “a tarefa prioritária é impedir que o terrorismo se espalhe das regiões de Donetsk e Lugansk para outras regiões ucranianas”.

A Rússia pôs, em março, cerca de 40 mil soldados na fronteira com a Ucrânia. Moscou indicou inicialmente que essas forças tinham sido mobilizadas para exercício militares mas, na semana passada, informou que elas estão prontas para responder à ofensiva ucraniana contra as forças pró-russas.

O presidente russo, Vladimir Putin, considera que tem “o direito” de enviar forças para a Ucrânia, mas que não o fez até o momento. O governo de Kiev e os Estados Unidos asseguram que a insurgência no Leste do país é liderada por forças russas.

Bookmark and Share